Polipectomia e Sinusectomia

23/08/2014 00:00

 

Após a cirurgia poderão ocorrer:

DOR - É comum no pós-operatório, de intensidade média e de fácil controle.
HEMORRAGIA - Representa um risco importante nestas cirurgias. Em alguns casos são necessários os tamponamentos nasais. Os casos mais sérios podem necessitar de reintervenção cirúrgica.

FÍSTULA LIQUÓRICA - Surge em casos onde ocorre a exposição da meninge durante o ato cirúrgico. É uma situação rara e quando diagnosticada no próprio ato operatório pode ser corrigida de imediato.

MENINGITE - É rara mas pode ocorrer quando as meninges são atingidas ou expostas.
ABSCESSO CEREBRAL e EXTRADURAL, e TROMBOSE DOS SEIS CAVERNOSOS - São muito raros e pouco descritos na literatura médica, sendo considerados complicações graves.
COMPLICAÇÕES ORBITÁRIAS - Pode ocorrer enfisema subcutâneo periorbitário, mas é raro. Podem ocorrer processos infecciosos como celulites, abscessos, neurites e até tromboflebite do seio cavernoso, mas são extremamente raros. 

OLFATO - Geralmente o olfato fica reduzido na presença da polipose nasal e, após a cirurgia, na maioria das vezes, melhora.

RECIDIVA - Não há como prever a recidiva, visto que a doença é multifatorial.

 

 

 

Contato

Dr. Danilo A. Sguillar Consultórios:

Rua Maestro Cardim, 1191, Paraíso, São Paulo - SP tel: (11) 32894900

Rua Orville Derby, 118, Mooca - SP tel: (11) 2291-1923
relacionamentomedicodas@gmail.com